Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Os Contos da menina-Mulher

Quem conta um conto, acrescenta-lhe um ponto. Estes são os meus pontos sobre saúde, culinária e lifestyle. Aqui toda eu sou vírgulas, reticências e, no extremo, pontos de exclamação ou mesmo um ponto final!

Qua | 17.04.24

A internet anda linda…

m-M
Acabei se ser insultada de "bacoca", "generalista" e "ignorante no que toca à política" por uma grande influencer nacional.   Porquê, perguntam vocês? Porque respondi a uma story dizendo que, como Portuense, gosto de aletria e é uma sobremesa que me traz boas memórias.   Já me ri, já meti a viola ao saco e já restringi a pessoa nas redes.   Valeu pela gargalhada.
Dom | 14.04.24

Primavera

m-M
Não que te sinta, este ano. Mas a Nina lembra-me que as palavras mais bonitas têm, por detrás, tristeza, luta e crença.  
Qui | 11.04.24

Amarras, que são dos outros

m-M
Quem me lê há muito sabe. Ser mãe nunca-me foi prioridade ou chamado. Tivemos, enquanto casal, ali uma fase de quase nos deixar levar pela evangelização da sociedade. E logo a seguir fomos rodeados de mortes e dificuldades. E aí soube, porque a minha intuição sempre foi a de não trazer ninguém mais ao mundo. Em terapia tenho falado sobre isso, sobre a certeza, a certeza de ambos, pelo que sabemos não ser egoísmo; mas cuidado, noção. Aos 38 anos finalmente comuniquei-o (...)
Dom | 07.04.24

...

m-M
As barreiras são grandes, e pior, constantes. A luta tem apenas momentos de pausa, tal qual intervalos. Acho que vem daí esta minha, cada vez maior, capacidade de desligar. Só caminhar, só é sempre em frente.   Sou protagonista principal da minha, sempre presente, novela mexicana (dobrada em brasileiro).
Qui | 04.04.24

O Meu Amor Existe

m-M
Chegaste amigo, novidade, portas abertas. Crescemos pessoas, companheiros, batalhadores das mesmas guerras. És-me Amor, companheirão, amigo de todas as horas. Conheces-me as vozes, as linguagens, o natural e o esforço. És tudo e muito mais do que imaginava há 12 anos. És a Sorte que tenho, todos os dias desde então. (m-R, marido, dono de 50% dos bens e da vida que luto para manter válida)