Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Os Contos da menina-Mulher

Quem conta um conto, acrescenta-lhe um ponto. Estes são os meus pontos sobre saúde, culinária e lifestyle. Aqui toda eu sou vírgulas, reticências e, no extremo, pontos de exclamação ou mesmo um ponto final!

Dom | 04.07.21

E hoje...

m-M
Se tudo tiver corrido bem, hoje foi um dos dias mais bonitos - e inesperados das nossas vidas.   Um dia nunca antes imaginado, mas que aconteceu por Amor, em todas as frentes.   Regressarei, feliz, depois deste dia especial, e todos os seguintes, de descanso, a que temos direito.   No dia da Rainha Santa que me deu nome. No dia da cidade em que nos conhecemos. Subimos à cidade que me viu nascer... e casamos.   Deixem aí perguntas sobre esta "bomba", que eu respondo, prometo.
Sex | 25.06.21

10 meses

m-M
Este mês não foi fácil.   Tu sabes, pelas conversas que tenho, contigo e comigo mesma. O choque passa, e começa-se a tentar reorganizar os dias, vazios e ainda mais complicados do que eram antes.   Estou quase de volta a Casa e o que eu não dava para partilhar o que aí vem, contigo. Afinal de contas, és tu a "mola de ação" para as grandes aventuras em que nos metemos.   Mas sabes? Mesmo nos dias difíceis, em que choro, em que grito, em que fico nervosa com o Futuro e o facto (...)
Dom | 30.05.21

Sunday Mood | Afugentar os nervos com Sol

m-M
Tenho andado nervosa, ansiosa. Entre marcações de consultas, cansaço de ver as férias longe e o aproximar-se do dia 25... sei que tenho momentos em que sou bem difícil de aturar...   Estes dias andaram tão bonitos que "obriguei-me" a seguir antigos ratuais de praticante da "Terapia da Luz" e tirei, sempre que pude, 5 minutos, à hora de almoço para me sentar, em frente à janela, a receber raios de Sol e a sentir o corpo a ficar quentinho. Branco de Luz, a renovar a energia.   N (...)
Ter | 25.05.21

9 meses

m-M
Sabes? Sempre ouvi esta música e imaginei o por do Sol. Desde que tu te foste, que passou a ter as cores do nascer do dia. E o quentinho do Amor que morava no teu abraço - aquele especial que trocávamos quando finalmente matávamos saudades.   Hoje as saudades crescem com os dias, sem dia para te voltar a abraçar. Hoje que era um dia tão bonito para a nossa família.   O tempo passa, mas tu serás sempre tu, a morar no meu coração, até à nossa eternidade.