Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Os Contos da menina-Mulher

Quem conta um conto, acrescenta-lhe um ponto. Estes são os meus pontos sobre saúde, culinária e lifestyle. Aqui toda eu sou vírgulas, reticências e, no extremo, pontos de exclamação ou mesmo um ponto final!

Qua | 18.03.20

Experiência | Kampai, Marvila

Quando fui convidada para o lançamento do Kampai (que significa brinde, alegria), o novo restaurante japonês inspirado em ingredientes dos Açores, mal sabia eu que seria a última vez que sairia de casa, já que entrei em isolamento e teletrabalho no dia a seguir, a passada 5ª feira.

 

Se já tinha gostado da experiência - pode ser "normal" para outros "influencers ", mas, para mim é sempre uma novidade e uma honra ser convidada para lançamentos de restaurantes - hoje, olhando uma semana para trás, fico ainda mais grata pela oportunidade de sorrir e comer com pessoas simpáticas e felizes por ali estarmos todos. Se tínhamos alegria em nós, imagino da próxima vez que nos virmos, todos saudáveis e seguros!

 

Ora, para os amantes de sushi e comida japonesa o Kampai já era famoso, afinal de contas, esteve 10 anos na Calçada da Estrela, mas em inícios do mês, mudou-se para o primeiro andar do El Bulo Social Club, do chef Chakall - agora ainda mais um espaço do mundo - ele é comida mexicana, argentina e agora japonesa no primeiro restaurante deste género, em Marvila.

 

Tivemos a honra de experimentar uma carta de degustação exclusiva de João Soeiro, discípulo do mestre Takashi Yoshitake, no antigo Aya, chef e co-autor do Kampai, que nos mostrou como peixes e ingredientes típicos do Açores se conjugam tão bem com técnicas japonesas: 

  • AJI TATAKI: carapau picado com alho francês 
  • KAKI FRESH: ostras frescas
  • TAI ARAI: pargo laminado sobre gelo
  • HAMACHI TATAKI KAMPAI: lírio braseado sobre salada de rúcula
  • KURODAI MISO: dourada grelhada com pasta de soja
  • SUSHI MORIAWASE: variadade de sushi

E para finalizar: TARTE DE MARACUJÁ DOS AÇORES.

Tudo acompanhado por uma Sakerinha de ananás dos Açores e um vinho branco Verdelho, oriundo da ilha do Pico, muito suave, com notas de mel - eu que nunca tinha provado um vinho com notas de mel?!

 

Realmente, eu que me tornei adepta do sushi nos últimos 2 anos, notei toda a diferença da frescura do peixe açoriano, experimentei lírio pela primeira vez, e nunca tinha experimentado um carapau tratado de uma forma tão original e nobre!

É um restaurante para verdadeiros amantes da cozinha japonesa e do peixe fresco, já para quem se entenda bem com os pratos - se bem que o sushiman está sempre pronto para aconselhar cada um de acordo com o seu "nível de experiência" com o sushi e tem vários "pratos cozinhados" para todos os gostos.

 

Gostei também muito de ver que é um restaurante bem decorado, com os dois países em harmonia, espaço para as crianças e funcionários eficientes, simpáticos e atentos.

 

Resumindo: eu estava com saudades de sushi, e tive a sorte de ser convidada para conhecer melhor um conceito que ainda me fez sentir mais orgulho de ser portuguesa.

É giro ver o espaço do El Bulo transformar-se num pedacinho do globo, mesmo em Lisboa, acessível para todos e que pensa em todos os gostos.

O custo médio de uma refeição para 2 pessoas é de €45, completamente justificados pela qualidade dos ingredientes.

Quando possamos sair de casa em segurança, coloquem este espaço na lista, porque vale a pena a visita. (E digam olá à equipa, que merece bem a simpatia!)

Kampai Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

*post não patrocinado, mas com oferta da refeição pelo estabelecimento

8 comentários

Comentar post