Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Os Contos da menina-Mulher

Quem conta um conto, acrescenta-lhe um ponto. Estes são os meus pontos sobre saúde, culinária e lifestyle. Aqui toda eu sou vírgulas, reticências e, no extremo, pontos de exclamação ou mesmo um ponto final!

Qui | 21.01.21

Experiência | Darwin's, Belém

Pare encerrar o ciclo "Um Sábado, um Brunch", partilho convosco o brunch do Darwin's, um evento limitado no tempo e que já nem está disponível, mas que foi tão marcante que tinha que vos vir contar.

 

Ora, para quem não está a par, o Darwin's Café é o restaurante/café/bar da Fundação Champalimaud, projetado pela Lanidor Arquitetos com o chef António Runa à cabeça.

Sempre o vi e ouvi muito badalado, mas mais do que isso, elogiado e esgotado.

Em agosto, antes da morte da minha irmã e porque tínhamos cá o meu sobrinho-afilhado a passar férias, tentámos marcar um almoço, para, todos juntos, experimentarmos o que é o tal do fine dinning... mas, mesmo ligando 3 dias antes, em plena "crise da restauração"... esgotados...

Em dezembro, a surpresa: como tínhamos tido uma reserva recusada, estávamos na lista de prioridade para novas reservas, e recebemos a informação dos 2 fins de semana exclusivos para brunch, em dezembro. (Lá está, serviço e atenção a "outro nível", percebem-se os elogios, porque nunca tinha visto semelhante atenção ao detalhe)

Um menu exclusivo, com pães variados, carnes frias, compotas, manteiga, queijos, quiche, hambúrguer, prego, mil-folhas vegetariano, bebidas frias e quentes e um docinho e café para encerrar, tudo por €12,5!

Os pães e os legumes fresquíssimos, as carnes frias de boa qualidade, a sequência de pratos, muito interessante. Tudo no ponto de sal. A única coisa que melhoraríamos seria o explicar dos pratos, pois no meio disto tudo ia um consomé de castanhas para acompanhar as carnes, e ninguém nos disse o que era - na nossa inocência pensámos que era uma compota, pois foi colocado ao lado dos doces de colher... deixámos para o final... e... demorámos a perceber o que era...

Logicamente aproveitámos logo e reservamos dessa vez. Num sábado de manhã, levantámo-nos cedinho e lá fomos.

Ora vejam:

 

Estivemos por lá quase hora e meia a comer, com sol e vista para o rio, com calma. E vimos que realmente foi uma situação exclusiva. Serviram apenas entre as 10 e as 12.30 horas e não foram permitidas mais de 8 mesas que nunca ultrapassaram as 6 pessoas.

O atendimento foi fantástico: simpático, atento e bem-disposto. Fazendo-nos sentir dignos de "tudo aquilo", sem "salamaleques".

 

Percebemos a fleuma, ficámos deliciados com tudo, e sim, percebemos porque tanta gente regressa.

Para mim foi um 4,5/5, que só não leva a nota máxima pelo episódio do consomé e pela falta de elementos doces para encerrar uma experiência tão bonita.

Mas acreditem, por este preço e qualidade, encontram-se muito poucos em Lisboa - eu só me estou a lembrar do Saraiva's, a este nível.

Nós ficamos ainda com mais vontade de conseguir visitar para uma refeição "completa" e já estou aqui à procura de uma data para apresentar como "desculpa"!

 

Darwin's Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

*post não patrocinado

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.