Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Os Contos da menina-Mulher

Quem conta um conto, acrescenta-lhe um ponto. Estes são os meus pontos sobre saúde, culinária e lifestyle. Aqui toda eu sou vírgulas, reticências e, no extremo, pontos de exclamação ou mesmo um ponto final!

Seg | 13.01.20

Caracol, caracol...

Sinto-me como um caracol. A andar devagarinho. Dias tem em que me arrasto, tal e qual como um caracol.

A querer "por os corninhos ao Sol", mas sem grande calor que me ajude a ter coragem de o fazer.

 

Voltamos a viver na espera, dependentes das notícias das equipas médicas.

Voltaram as nuvens e eu entrei em piloto automático, para lidar com isso: casa > trabalho > trabalho > casa.

Deveria ter voltado ao ginásio, mas não me sinto em condições para falar com "pessoas novas", porque a voltar para o ginásio em 2020, será para um lugar novo.

Deveria estar motivada para organizar a despedida de solteira da noivinha de 2020, e nada... foram-se as ideias e o entuasiasmo.

 

Conforme desabafei com duas amigas do coração, só quero hibernar. Hibernar, beber chá, fazer festinhas ao Snape e ao Freddie e ler.

 

Nesta semana que passou celebrámos o aniversário do m-R. Voltei a sair de casa, por ele, para fazermos coisas giras, porque ele merece. Ele merece os meus sorrisos tímidos, ele merece tudo.

Não entrámos em loucuras, fomos jantar num dia e experimentar um brunch no outro, a lugares novos. Fomos caminhar de mãos dadas à beira rio, onde raramente vamos. Mas ele gostou, ele ficou feliz e sorriu também. E isso já vale tudo.

 

Dentro dos meus dias tenho essas novidades para partilhar. Querem saber mais?

 

6 comentários

Comentar post