Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Os Contos da menina-Mulher

Quem conta um conto, acrescenta-lhe um ponto. Estes são os meus pontos sobre saúde, culinária e lifestyle. Aqui toda eu sou vírgulas, reticências e, no extremo, pontos de exclamação ou mesmo um ponto final!

Qui | 21.01.21

Experiência | Darwin's, Belém

m-M
Pare encerrar o ciclo "Um Sábado, um Brunch", partilho convosco o brunch do Darwin's, um evento limitado no tempo e que já nem está disponível, mas que foi tão marcante que tinha que vos vir contar.   Ora, para quem não está a par, o Darwin's Café é o restaurante/café/bar da Fundação Champalimaud, projetado pela Lanidor Arquitetos com o chef António Runa à cabeça. Sempre o vi e ouvi muito badalado, mas mais do que isso, elogiado e esgotado. Em agosto, antes da morte da (...)
Qui | 07.01.21

"Vá para fora, cá dentro" | Museu dos Coches, Lisboa

m-M
Há anos que falava em visitar este museu. Num dos feriados de dezembro, vi no website que estavam a oferecer a entrada, levantámo-nos cedinho e lá fomos. Pessoalmente, é das coisas que mais sinto falta (a seguir ao poder ir visitar os meus pais quando quero ou marcar um café com os amigos, só porque sim): o fazer um passeio com "valor", que acrescente algo.   Escolhemos o Museu dos Coches por ter sido renovado e por ser numa zona da cidade que, depois da visita, ainda permite (...)
Qua | 06.01.21

Divulgação | Movimento Lugar à Mesa

m-M
O El Bulo Social Club, de que sou visita regular e fã, associou-se ao Movimento Lugar à Mesa, um circulo virtuoso que pretende apoiar o setor da restauração mas sobretudo as famílias afetadas pela pandemia. Ter um blog também é receber PRs e divulgar os movimentos solidários já que neste, todos nós podemos participar. Podem ser feitos donativos através da plataforma PPL que vão assegurar as refeições confeccionadas pelos restaurantes aderentes e chegar às famílias. (...)
Seg | 04.01.21

Experiência | Ajitama, Marquês de Pombal

m-M
Este foi o último almoço fora de 2020. Um convite, uma experiência que estava falada desde a semana anterior ao confinamento de março. Quando vos falo que apoio e compro e não deixei de suportar a restauração, o ir conhecer pessoalmente o Ajitama, é a prova.   Aproveitámos as novas opções de visita "Covid safe" e, num domingo ao almoço, lá fomos. Escolhemos o "Early Lunch", disponível entre as 11 e as 13 horas, exatamente para poder ir ver o espaço pessoalmente, e por saber (...)
Sex | 25.12.20

Vestir cor, num processo de luto

m-M
Faz hoje 4 meses que a minha irmã partiu. Para nós, o dia de Natal fica assim marcado - tal como todos os outros dias 25, daqui para a frente... Agradeço, pelo menos, ao "Tio Costa" por permitir que possa ter estado com os meus pais (numa pequena consolação) nestes dias tão difíceis, tão sem cor.   Até este ano, a minha maior perda e o meu "primeiro grande luto", foi há 17 anos, com a morte do meu avô paterno.  O meu Avô-Anjo, o avô que considero quase ter sido o único, (...)