Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Os Contos da menina-Mulher

Quem conta um conto, acrescenta-lhe um ponto. Estes são os meus pontos sobre saúde, culinária e lifestyle. Aqui toda eu sou vírgulas, reticências e, no extremo, pontos de exclamação ou mesmo um ponto final!

Qui | 19.03.20

Este blogue agora vive uma espécie de #tbt | Vestido-blazer

  1. Este vestido chegou cá a casa em dezembro;
  2. A saúde da minha irmã voltou a fraquejar em janeiro e eu deixei de ter vontade de grandes passeios, durante semanas;
  3. Depois voltei a sair de casa, mas o tempo estava péssimo;
  4. Um domingo de fevereiro, lá fui almoçar fora e vesti-o, finalmente! - quando na verdade ele não me tinha saído da cabeça desde que o escolhi, porque o achei original, Eeee estava muito curiosa de perceber que tal fica mesmo um supéh-in "vestido blazer".

vestidoblazer_shein_796563

 

Aqui entre nós, eu acho que ele tem muita inspiração francesa, por isso fui armar-me em "influencer in the wild", para esta entrada comemorativa do metro - mas o m-R acha que eu estou com um ar muito british.

 

Aqui entre nós, parte 2: o vestido está-me um pouco grande (burrice minha que meti na cabeça que engordei e encomendei o tamanho acima) e necessita de 2 alfinetes-dama para segurar a racha da saia - falha de design da peça... ou será que querem as moças a mostrar a coxa boa?

E vocês, meninas, o que acham dos vestidos-blazer? (Para verem melhor, clickem nas fotos)

Eu fiquei com mixed feelings, mas foi por causa do erro no tamanho... acho que realmente é uma peça original e que de forma simples nos faz sentir femininas e diferentes, no melhor dos sentidos - e o tecido é bom. grossinho, nada transparente, bom para estes dias bipolares em que ainda é inverno mas as temperaturas já estão amenas.

Claro que "não me ia embora" sem relembrar:  se me querem ajudar a volta e meia ter umas benesses enquanto também aproveitam para poupar, comprando em segurança: até 31 de março podem aproveitar 15% de desconto com o código 39sabel15 (compras acima dos 39 eur) no site europeu https://eur.shein.com OU 15% se estiverem fora da Europa, com o código 60sabel15 (acima dos 60usd) no site global: https://www.shein.com

No final da próxima semana vou partilhar uma encomenda muito especial que fiz em fevereiro, por um motivo muito giro, mas que teve que ser adiado por causa do virus... mas logo que possa contarei tudo! 

 

*post não patrocinado, mas com links de afiliada

Qua | 18.03.20

Experiência | Kampai, Marvila

Quando fui convidada para o lançamento do Kampai (que significa brinde, alegria), o novo restaurante japonês inspirado em ingredientes dos Açores, mal sabia eu que seria a última vez que sairia de casa, já que entrei em isolamento e teletrabalho no dia a seguir, a passada 5ª feira.

 

Se já tinha gostado da experiência - pode ser "normal" para outros "influencers ", mas, para mim é sempre uma novidade e uma honra ser convidada para lançamentos de restaurantes - hoje, olhando uma semana para trás, fico ainda mais grata pela oportunidade de sorrir e comer com pessoas simpáticas e felizes por ali estarmos todos. Se tínhamos alegria em nós, imagino da próxima vez que nos virmos, todos saudáveis e seguros!

 

Ora, para os amantes de sushi e comida japonesa o Kampai já era famoso, afinal de contas, esteve 10 anos na Calçada da Estrela, mas em inícios do mês, mudou-se para o primeiro andar do El Bulo Social Club, do chef Chakall - agora ainda mais um espaço do mundo - ele é comida mexicana, argentina e agora japonesa no primeiro restaurante deste género, em Marvila.

 

Tivemos a honra de experimentar uma carta de degustação exclusiva de João Soeiro, discípulo do mestre Takashi Yoshitake, no antigo Aya, chef e co-autor do Kampai, que nos mostrou como peixes e ingredientes típicos do Açores se conjugam tão bem com técnicas japonesas: 

  • AJI TATAKI: carapau picado com alho francês 
  • KAKI FRESH: ostras frescas
  • TAI ARAI: pargo laminado sobre gelo
  • HAMACHI TATAKI KAMPAI: lírio braseado sobre salada de rúcula
  • KURODAI MISO: dourada grelhada com pasta de soja
  • SUSHI MORIAWASE: variadade de sushi

E para finalizar: TARTE DE MARACUJÁ DOS AÇORES.

Tudo acompanhado por uma Sakerinha de ananás dos Açores e um vinho branco Verdelho, oriundo da ilha do Pico, muito suave, com notas de mel - eu que nunca tinha provado um vinho com notas de mel?!

 

Realmente, eu que me tornei adepta do sushi nos últimos 2 anos, notei toda a diferença da frescura do peixe açoriano, experimentei lírio pela primeira vez, e nunca tinha experimentado um carapau tratado de uma forma tão original e nobre!

É um restaurante para verdadeiros amantes da cozinha japonesa e do peixe fresco, já para quem se entenda bem com os pratos - se bem que o sushiman está sempre pronto para aconselhar cada um de acordo com o seu "nível de experiência" com o sushi e tem vários "pratos cozinhados" para todos os gostos.

 

Gostei também muito de ver que é um restaurante bem decorado, com os dois países em harmonia, espaço para as crianças e funcionários eficientes, simpáticos e atentos.

 

Resumindo: eu estava com saudades de sushi, e tive a sorte de ser convidada para conhecer melhor um conceito que ainda me fez sentir mais orgulho de ser portuguesa.

É giro ver o espaço do El Bulo transformar-se num pedacinho do globo, mesmo em Lisboa, acessível para todos e que pensa em todos os gostos.

O custo médio de uma refeição para 2 pessoas é de €45, completamente justificados pela qualidade dos ingredientes.

Quando possamos sair de casa em segurança, coloquem este espaço na lista, porque vale a pena a visita. (E digam olá à equipa, que merece bem a simpatia!)

Kampai Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

*post não patrocinado, mas com oferta da refeição pelo estabelecimento

Seg | 16.03.20

Viagens de 2020...

Antes de ficarmos com os planos em stand-by, todos pelo mesmo motivo, já nós cá em casa vivíamos pendentes do "pós-transplante de medula" vírus.

Ou seja, temos vivido um pouco pendentes das notícias, das consultas, dos prognósticos (só depois do jogo?) da minha irmã... talvez por isso, este ano tenhamos decidido tirar todas as férias só no 2º semestre de 2020.

Esperar pelos dias maiores e mais quentes para a saber mais confortável e não "ir" com todos os medos e mais um. Iria só com "os medos habituais"...

 

Para espairecer em família, para celebrar os meus 35 e para completar uma viagem que ficou a meio, este ano estão/ estavam planeados os seguintes destinos:

  • Budapeste;
  • Viena;
  • Basel + Berna + Montreaux.

 

Já tínhamos pré-reservado os hotéis no Booking, já estávamos de olhos nos voos (entretanto, falaram-me do SkyScanner para reservas e parece-me dar para encontrar ótimas promoções!)... mas agora, está tudo e todos em stand-by.

 

Sem alarmismos, mas sendo objetiva, a ver vamos se o Corona estabiliza, se o ficamos a conhecer melhor, para o combater, para além de o tentar controlar. A contenção começa e é responsabilidade de cada um. Eu, pessoalmente, estou em isolamento social, desde 5ª feira passada. 

*Não estou doente, não tenho sintomas, nem tive contacto com pessoas que saiba infetadas - mas andei todos os dias de metro. Contudo a decisão do teletrabalho e do isolamento social veio da minha empresa e todos acatamos.*

 

E, depois, logo se verá se 2020 tem viagens guardadas para mim ou não.

Seja como for: o mundo estará sempre "lá fora", à espera que eu o possa ir conhecer!

 

E vocês, também estão a repensar os planos sociais?

Sex | 13.03.20

#coisasboasà6ªfeira | Experiência | Arribas Hotel Terrace Restaurante, Sintra

No sábado passado, antes do país "descambar" e eu ter entrado em isolamento social, por prevenção - e recomendação laboral global, ainda fomos aproveitar a tarde de Sol e calor a Sintra.

 

Foi um regressar, porque o Restaurante do Arribas Hotel foi um dos primeiros restaurantes a que o m-R me levou, quando me mudei para Lisboa, vai fazer 6 anos (já?!).

Na altura tinham um menu de degustação de pratos de peixe que ficava a €20 por pessoa (sem contar com as bebidas) e era muito bom. Tão bom que em ano e meio os visitamos 3 vezes, incluindo num aniversário de Sogrinha.

Mas, com os anos, e tanto bom restaurante e o facto de Sintra ficar meio que longe, deixámos de lá ir.

 

Este sábado ele lembrou-se porque ficam a caminho do BricoMarché, onde andamos a ver dos materiais para fazer obras na sala... e voltamos.

E ainda bem! Eu passo a explicar: eu jurava a pés juntos que não gostava de açorda - adoro migas, mas não açorda, por ser empapada e "embolar" na boca...

E depois esta menina passou por nós, a caminho de outra mesa... eu ia com a ideia de comer outro prato de peixe, mas babei de tal forma à passagem da açorda para a outra mesa, que "me benzi" e fui com tudo.

 

Nem 15 minutos depois a nossa açorda de camarão para 2 estava na mesa, acompanhada de um bom vinho branco da zona de Colares... e plim! Passei a gostar de açorda! 

Esta chegou bem sequinha, bem fornecida de camarão e gambas, com um caldo pouco líquido e muito saboroso a mar e a fresco. E, com poucos coentros (dos quais eu não sou fã!), algo que é muito raro na zona de Lisboa... O "pão recheado de açorda" vinha tão bem cheio que deu para cada um de nós repetir 2 vezes. 

Fechamos a refeição com uma fatia de bolo de mousse de chocolate 70%, a dividir pelos 2, e que também estava muito boa, no ponto de doce, nada enjoativa, nem "rica" demais como consegue ser o chocolate com níveis mais altos de cacau.

 

Resumindo: é um restaurante de hotel, com esse mesmo tipo de atendimento, mas sem "salamaleques" a mais. Ao fim de semana, a cozinha (que estava aberta para todos vermos, o que transmite muita confiança!) está aberta até às 15 horas e permite almoços mais tardios. A sala é clássica mas ampla e com uma vista fantástica para o mar.

A açorda vale todos os elogios e uma visita! Há quem os visite à espera de gourmet mas cá para mim, ficam abaixo do "rótulo" para o bom e para o mau, servem para tornar o ambiente e a restauração de hotel acessível para de vez em quando.

A refeição, com couvert, vinho, prato para 2, sobremesa a dividir e café no final ficou por €55 para 2 pessoas, um valor muito acessível para o tipo de restaurante que é, e a qualidade que nos apresentou.

Rapidamente me recordei porque fomos assíduos! Para mim, continua a ser um 4,5/5, mesmo ao fim de todos estes anos. Esperemos que não volte a demorar 4 anos a lá voltar.

 

Restaurante Terrace - Hotel Arribas Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

*post não patrocinado

Qui | 12.03.20

Receita | Abacate no forno, agora com fotos

Foi você que pediu um... post de receita com fotografia?

Cá está, conforme disse ao Último, repeti a receita no domingo e, desta feita, lembrei-me de tirar foto para guardar para a posteridade do blogue:

abacatenoforno_meninamulher.jpg

Desta feita usei chouriço em vez de bacon, não usei queijo, aproveitei para cozinhar o acompanhamento ao mesmo tempo: cogumelos e cebola caramelizada no forno (e viva o aproveitamento energético!)

 

E assim se confirma que esta receita é super versátil, vive mesmo de aproveitamentos e fica sempre bem.

E agora, convenci-vos a experimentar?