Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Os Contos da menina-Mulher

Quem conta um conto, acrescenta-lhe um ponto. Estes são os meus pontos sobre saúde, culinária e lifestyle. Aqui toda eu sou vírgulas, reticências e, no extremo, pontos de exclamação ou mesmo um ponto final!

Qui | 27.09.18

Espairecer a cabeça

A minha vontade é rosnar a tudo.

Ando com mau feitio, "revoltadinha da vida".

As doenças são uma nuvem que paira sobre a minha família. Quem nos conhece até fica "parvo".

 

Resultado: esta 6ª feira entro de férias e vou passar os 2 primeiros dias em exames e análises. Só para "ter a certeza".

 

Sei que em tempos anteriores, em situações semelhantes, me fui abaixo.

A minha primeira reação seria não comer. E mal dormir. e obcecar.

Deixar de falar, chorar, fechar-me em casa. Pensar ao ponto da exaustão.

 

Desta vez... estou-me a obrigar a continuar a viver os dias.

Ninguém os viverá por mim.

Os problemas e os medos e os sustos não desaparecem por isso.

Admito, tenho momentos em que me sinto tremendamente egoista por estar a lidar desta forma... mas "empurro-me" para tal.

 

Daí ter ido passar o meu aniversário fora.

Daí ter feito por preencher os meus fins-de-semana, ultimamente.

Tenho marcado programas familiares. Cumpro tarefas. Vou a sítios novos.

Decidi espairecer a cabeça, desta vez.

 

E daí ter aceite a parceria de divulgação com a LXD - Lisboa Design Show, na FIL. O evento vai acontecer de 3 a 7 de outubro.

Visitei a exposição no ano passado: foi um mundo de decoração, artesanato, calçado... ideias bem portuguesas, originais, daquelas que me deixam sempre a pensar "caraças, que há pessoal com um dom!".

E, por isso, este ano, lá estarei, no dia 3, na abertura, mesmo antes de voar para Londres.

E, este ano, tenho convites para mais 10 pessoas!

 

Espreitem aqui.

É mais direcionado ao pessoal que está por Lisboa (ou Grande Lisboa), mas podem sempre partilhar com aquele amigo, que adora estes temas.

 

Já viram o que eu não arranjo para tentar aligeirar o ambiente? 

Ter | 25.09.18

Lutar, fora de nós mesmos

O "resultado" chegou na 6ª feira.

Eu, que tanto badalo as #coisasboasà6ªfeira, não tive direito à mais importante.

6ª feira, para fechar o dia, fiquei a saber: não sou compatível com a minha irmã. A minha medula não "serve" para a salvar.

 

De novo iniciou-se uma onda nas redes sociais, de mais divulgação, de carinho e preocupação.

E são estas palavras que marcam os meus dias.

A luta continua, fora de mim.

Não há outro remédio.

 

A minha irmã entrou na 6ª feira na lista internacional de dadores de medula, e agora esperamos o "sinal", a "chamada".

Está a transfusões para aguentar até lá.

Está de baixa por incapacidade até ao transplante.

E, graças a Deus, sabe lá vindo de onde, ouve-se um toque de esperança na voz dela. (deve ser essa a força hercúlea que os filhos dão...)

 

Na minha voz?

Ouve-se "incompetência", ansiedade, revolta.

E uma enorme vontade de sair por aí... a "roubar" medula a toda a gente!

 

Mas vamos conseguir.

A luta continua, mesmo que fora de nós!

 

Deixo-vos todas as informações, para partilharem, para ajudarem - e mais sobre onde fazerem a inscrição, a nível nacional:

 

 

Qui | 20.09.18

Eu e os vestidos de verão!

Já partilhei convosco que, quando engordei e perdi um pouco o "controlo" do meu corpo, deixei de me sentir bem a ir às lojas físicas, experimentar roupa.

 

Se eu, por motivos profissionais, já adorava lojas online, passei a adorar passear nas lojas virtuais: ninguém nos "vê", ninguém nos julga ou avalia, podemos "entrar e sair sem comprar nada", podemos analisar preços e aproveitar as promoções conforme a conta bancária deixa: #pelintra4ever!

 

Não é segredo que a SheIn se tornou a loja onde me sinto melhor e a que visito primeiro, quando estou à procura de "alguma coisa".

Apanhei-lhe os truques, aprendi a saber ler as peças, e foi de lá que veio o vestido favorito do verão do ano passado. Acho então que não surpreendo ninguém quando assumo que foi o primeiro local que visitei para procurar vestidos para o meu fim-de-semana de aniversário fora. (Digamos que é uma grande "ajuda" não gostar de quase nada do que vi nas lojas físicas, mesmo já tendo recuperado a forma!)

 

Este ano, voltei ao S, ao 36. ALELUIA irmãos!

E ando muito mais de olho em vestidos diferentes e clarinhos.

E ajuda que o verão (que chegou tarde) esteja a querer ficar connosco, mais uns dias.

 

Este menino deixou-me curiosa no site. Chegou a casa e é tal e qual.

Entretanto, mais do que para o meu aniversário, lembrei-me dele para levar à festa do 2º aniversário da pequenina L., que foi no parque.

Imaginem: calorzinho desde as 11 da manhã, relva, brinquedos, comidinha da boa, pele mais ou menos morena.

EEEEE, mesmo sem praticar exercício há quase um mês, o pinéu ainda não regressou. 

Entrei no espírito de celebrar o meu Setembro, cheio de aniversários, pus um sorriso no rosto e lá fui eu!

 

back_stripes_cutoutdress_shein_contosdameninamulher 

Ok, vamos ser claros: é preciso um soutien dos praticamente invisíveis. E é preciso que o tecido (levezinho mas quase linho) se adapte à pele, ou as marufas vão espreitar.

Mas só vos digo: senti-me bem, gira, póderosáh. Toda verão e toda confortável no parque.

stripe_cutout_dress_shein_contosdameninamulher

(não, NÃO estou a encolhar a barriga! )

 

Sem dúvida, um bom vestido de verão faz-me sempre (mais) feliz!

Qua | 19.09.18

Devagar, devagarinho...

Olá gente, ainda estão desse lado?

 

Eu sei, a falha é minha... e não é por falta de assunto... mas a vontade de escrever anda a faltar deste lado.

 

Como vários amigos me indicaram, já que o blogue é o meu hobby, o meu cantinho, seria uma boa ideia ir passando por cá, para aligeirar o ambiente, para libertar a mente.

 

Bem, é isso mesmo que vou tentar fazer!

 

Como disse, há assuntos interessantes para tocar:

  • o meu fim-de-semana de aniversário, na Curia;
  • a onda de aniversários de setembro, que fechei na festa de aniversário mais fofa;
  • os meus presentes de mim para mim e as minhas pouquinhas compras nos saldos - quem me segue no Instagram já viu que eu APAIXONEI por um certo vestido;
  • os preparativos para Londres (já fiz esta escolha!!!, a preços bem amiguinhos, graças aos outlets da vida. );
  • o aproximar do LXDesign, na FIL;
  • E novidades sobre a procura por PT para me ajudar a nível de motricidade e mobilidade!

 

A ver se este blogue não se torna um "blogue da doença", que a minha irmã não merece isso! 

 

'Bora lá misturar as dicas com a "futilidade", os desejos com a luta. Sem nunca perder a esperança.

 

Agora, digam-me: qual das novidades vos chamou mais à atenção?

Qua | 12.09.18

Recontagem, para a esperança


As notícias do IPO não foram as esperadas...



 



Ainda não há resultados da (minha) compatibilidade.



 

E os valores da minha A. continuam a baixar.

Já estavam baixos, mas não param de baixar.



 



Seguem-se transfusões e nova medicação para tentar estabilizar.



 



Estou triste.



Contava que o dia de hoje diminuísse a minha ansiedade e nos trouxesse (mais) respostas.

Queria hoje saber qual é o caminho a seguir.



Não sabemos qual é.



 



Recomeçamos a contagem para notícias dos médicos: dia 21 de setembro.

 

Dizem-me para ter esperança.

E eu tenho. Só tenho e só sou esperança.

 

Estou triste.

Mas amanhã, por ela e pelos meus sobrinhos, vou tentar voltar a sentir mais esperança (ainda).

Pág. 1/3