Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Os Contos da menina-Mulher

Quem conta um conto, acrescenta-lhe um ponto. Estes são os meus pontos sobre saúde, culinária e lifestyle. Aqui toda eu sou vírgulas, reticências e, no extremo, pontos de exclamação ou mesmo um ponto final!

Qui | 05.07.18

Completando frases... (desafio)

Uma pessoa passa por cá de fugida, mais numa semana de debitar pensamentos e "apercebimentos".

E recebe miminhos, "olás, eu sei que estás aí". E por isso o meu muito obrigada, e a minha resposta ás tuas perguntas, sócia

 

Não suporto:

Pessoal interesseiro;

Pessoal indeciso - ou é, ou não é, gente!;

Os dias que ainda faltam para as férias;

O não ser ryca!

 

Eu nunca...

ui! Eu aprendi há muitos anos que never say never. (E com a idade, muito menos!)

 

Eu já....

fiz muita asneira;

já mudei de ideias e opiniões;

já tive o coração partido, e não foi só pelo Amor romântico;

já me senti terrivelmente grata.

 

Quando era criança...

sonhava alto, mas alto;

que se a minha criança me visse agora... era capaz de ficar desiludida;

 mas caraças! Como é bom sonhar - tanto que ainda o faço!

 

Neste exato momento.....

Estou a fazer horas para ir para o ginásio;

Eu nego se alguém disser que fui eu que disse: mas tenho-me empurrado para o ginásio nas últimas duas semanas;

Vontade 0 - "obrigação" - 100;

E eu sou uma moça munto bem mandada. 

  

 

Eu morro de medo...

antes diria: de abelhas - aaaah a minha maior fobia;

agora, e especialmente depois do 2018 que estamos a ter, digo: da morte;

do despedaçar das famílias pela dor;

morro de medo dessa dor, mas sei que é inevitável.

 

Eu sempre gostei....

de música;

de cantar;

de ensinar;

de explicar;

hoje em dia, gosto de ser. Boa, má, assim-assim. Mas é bom ser. 

 

Se eu pudesse.....

era prelesidente da junta - kidding! ;

se eu pudesse afastava as nuvens negras e os pesos;

não só os meus, mas de quem vejo sofrer;

a vida é tão mais leve sem amarras;

Sim, eu sei, pareço uma aspirante a Miss Mundo, sem a parte de ser toda boua, mas olhem, é pra onde estou virada.

 

Fico feliz.....

ao ver o m-R sorrir;

a dormir agarradinha ao Snape;

sentada à mesa com os meus - comidinha!!!;

de ver o meu sobrinho-afilhado lindo e cheio de saúde;

de me ver crescer e regressar a mim;

mas fico ainda mais feliz se, para o ano, o meu SLB voltar o "caminho certo"!

 

Se pudesse voltar no tempo....

abraçava o meu Avô-Anjo mais e mais;

voltava, só para conversar com o meu eu-criança;

não desatava a mudar coisas e pessoas e eventos;

mas, tinha enormes conversas comigo; eu, que lá me percebo a mim mesma como nunca ninguém conseguiu;

voltava ao passado para me dar as maiores pep-talks;

E talvez assim tivesse tido mais coragens e menos medos - o resto que tivesse que mudar, logo encaixaria no seu lugar. 

 

Adoro...

viajar - descobri esta paixão tarde, mas agora, ninguém me para - na não ser a conta bancária;

comer! - sim, o meu cérebro de "gorda prevalece";

espairecer - obrigações só as profissionais e as de saúde, para TODO o resto, cada vez mais, faço quando calha e o que importa é espairecer a cabeça;

ler - se bem que este ano estou a falhar fortemente com a minha meta anual...;

cozinhar;

adormecer com a televisão ligada - dá-me uma estranha sensação de proteção e liberdade;

fazer festinhas na barriga do Snape!

 

Quero muito ir....

à Índia!;

Sinto uma enorme ligação com o país, a cultura, a comida;

Não percebo de onde vem. Mas tenho este fascínio, esta ligação desde pequena;

Talvez de alguma vida anterior?;

Quem sabe... consiga lá "voltar".

 

Eu preciso....

de calma;

de aceitação.

Dinheirinho também é sempre bem-vindo;

As relações também podem ser ricas;

Mas precisa, PRECISA é a Sorte, a Felicidade e o Amor.

 

Não gosto de ir ...

ao médico;

ou aturar sogrinho querido;

ou de ir fazer fretes;

a despedidas;

ou ir ver a conta, no fim do mês...

 

E com estas deambulações... passo este desafio giro aos meus habitués.

Vá lá, mostrem-se um bocadinho mais à gente, garanto que este desafio é divertido!