Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Os Contos da menina-Mulher

Quem conta um conto, acrescenta-lhe um ponto. Estes são os meus pontos sobre saúde, culinária e lifestyle. Aqui toda eu sou vírgulas, reticências e, no extremo, pontos de exclamação ou mesmo um ponto final!

Seg | 30.07.18

"Auxiliares" de um corpo de verão...

Quase que parece que vou falar de "um sonho numa noite de verão"... mas não!

Vou mesmo falar dos produtos que escolhi este ano para cuidar do corpo e me motivar a ter um boooocadinho mais "um corpo de verão", já que estou quase QUASE a celebrar um ano de ginásio. (quem diria, hein?)

 

Ora, este ano o verão só parece estar a chegar agora, maaaas eu ainda estou branquinha, ainda não pus o pézinho (de Cinderela) na praia... mesmo estando com um corpo que, dizem as más línguas, "está uma bomba" - calma, não é uma frase do m-R, é mesmo do pessoal lá do ginásio. 

 

Para não desmotivar e para reforçar os resultados, especialmente a nível do corpo (mais) tonificado e do disfarçar o pneuzinho, este ano, aquando da encomenda que fiz em maio na Notino, pensei desde logo em produtos para o cuidado do corpo.

Sim, comecei em abril à procura e encontrei boas promoções na Notino. E não andei à procura de "produtos miraculosos" mas sim de auxiliares ao esforço que já faço.

 

Daí ter ficado de olho neste creme adelgaçante intensivo da Soraya. Nas pesquisas apareceu-me a €5, com boas reviews. Eu não conhecia a marca, mas procurei na internet e vi que é conceituada entre quem utiliza cremes tonificantes e adelgaçantes e a marca disponibiliza os resultados em laboratório (o que para mim é sinal de confiança e clareza).

Escolhi a versão "noturna", por me ser mais fácil aplicar, depois do ginásio, e assim garanto, pelo menos 3 aplicações por semana - eu sei... devia ser todos os dias, mas não tenho essa paciência.

 

Pontos positivos:

  • É muito cremoso;
  • Tem um cheirinho cítrico muito bom e fresquinho para o verão;
  • A tarefa de o aplicar é um exercício físico em si mesmo, para que seja completamente absorvido: ponho na coluna dos "positivos" porque mentalmente me dá ainda mais a ideia de que está a funcionar;
  • A embalagem é grande, mas não se vai desperdiçar produto: estamos em julho e ela já vai a menos de meia, ou seja, durará até setembro, mesmo a tempo de entrar na mood de outono;
  • Resulta: apesar do meu corpo ter quase estagnado - deixei de perder peso, estou "apenas" a perder massa gorda e a ganhar massa magra - porque já perdi 15 cm de volume abdominal, e não vou desaparecer, né? ; estou a conseguir manter a cintura e o abdómen ao longo dos meses.

 

Pontos negativos:

  • Não se sente alteração térmica no corpo: este produto é de utilização noturna, devido aos ingredientes, e a concentração de cafeína é suposto ser mais eficaz durante o sono, com o calor do corpo em repouso e o quentinho dos lençóis (isto fui eu que fui ler ao website) - resultado: estava eu à espera de um daqueles cremes que aquece o corpo quando está a ser absorvido. Mais uma vez, era uma expectativa psicológica, por estar mentalmente ligado à minha sensação de "estar a funcionar";
  • Como é de aplicação extensa (abdómen, rabiosque, coxas...) e bastante cremoso "pede muito produto", daí ir apenas  durar uma estação, ao contrário de outros cremes e loções;

 

Como veem, os pontos positivos ganham e já estou a considerar testar o creme da mesma linha mas hidratante e ver que outros cremes da Soraya estão bem cotados nos testes laboratoriais.

 

Tivesse eu uns abdominais impéc e fazia-vos inbeija, assim sendo, ficam só com uma foto do creme. 

Sex | 27.07.18

#coisasboasà6ªfeira | Sobremesa by Jamie Oliver

Há umas semanas estávamos ligados no 24 Kitchen, a ver o "30 minute Meals" do Jamie Oliver.

Sim, há low-carb nos dias úteis lá em casa, mas ambos temos "cérebro de gorda" e, se não podemos comer, podemos ver, carago!

 

Adoramos o programa de poupança, a forma como o Oliver torna cozinhas mais exóticas mais acessíveis - lá em casa somos fãs assumidos de asiática e mexicana. Isto sem nunca esquecer plenty de receitas vegetariana e sempre com indicação de calorias por porção, que nos ajuda, no caso de querermos tirar os hidratos ou substituí-los.

 

Ora, num desses programas, o hóme fala-nos de... Tiramisú de Limoncello!

Eu ADORO Limoncello! Foi a souvenir que trouxe do aeroporto de Berlim, para terem noção!

E prontes, fiquei coladinha. E a imaginar desculpa para o fazer.

 

É super simples e sim, fica pronto para ir ao frigorífico em 18 minutos. Eu abdiquei da vagem de baunilha (que acho cara de mais para usar NUMA sobremesa, mas usei açúcar baunilhado que tinha lá em casa) e usei leite meio-gordo em vez de natas para suavizar o mascarpone. Aaaah e esqueci-me completamente das framboesas (shame on me!), por isso decorei "só" com chocolate negro de culinária.

 

 

 

Então do que precisam?

 

Para a base:

  • Biscoitos la reinne, suficientes para cobrir o fundo do pirex - ou mais se quiserem fazer camadas, eu, tal como ele no programa, não fiz camadas;
  • sumo de duas laranjas
  • 1,5 cl de limoncello - ou mais se gostarem de um sabor mais forte a álcool.
  • Misturem os líquidos e cobram a base de biscoitos com o sumo, deixem entranhar bem nos biscoitos que vão ver que faz diferença.

 

Para o creme:

  • 1 embalagem de mascarpone
  • 1/2 chávena de leite/natas
  • 1 colher de sopa de açúcar baunilhado
  • 1 colher de sopa de açúcar amarelo
  • sumo de uma lima (ou limão)
  • raspa de lima (ou limão)

O creme necessita mesmo do leite/natas para suavizar ou fica a parecer um bloco, mas os ingredientes dissolvem bem, nem 3 minutos bati aquilo com varetas e ficou sedoso!

 

Polvilhei com chocolate negro de culinária, porque me esqueci das framboesas que ele usa no programa, como já disse... e lá foi o tiramisú relaxar para o frigorífico.

3 horas depois... sobremesa time! E caraças, há meses que não comia uma sobremesa que me soubesse tão bem!

Acho que descobri a minha nova contribuição para quando vou a casa dos amigos!...

 

Agora vá, quem vai já experimentar no fim-de-semana?

Qui | 26.07.18

Experimentação | Toalhitas ColorCatcher (Youzz)

Recebi, há cerca de duas semanas, toalhitas Color Cather para testar através da Youzz Portugal.

20 amostras, com 3 toalhitas cada, e cada uma funciona também como voucher de desconto, numa compra futura do produto - #pelintra alert!

 

Ora, lá em casa, guardamos o fim-de-semana para tratar da roupa.

Já sou cuidadosa com o separar das cores, especialmente quando se tem um m-R que praticamente só tem roupa escura - e sim, isso inclui a roupa interior... - e é muito exigente com o tentar manter o escuro o mais "vivo" possível.

 

Nunca tinha experimentado este tipo de produto e admito, apesar de no anúncio que está a passar na TV, mostrarem a toalhita a absorver as cores "perdidas" todas... eu não arrisquei logo, misturar cores díspares.

Continuei a rotina dos claros com claros, azuis com azuis e escuros com escuros.

O fascinante é que mesmo assim a toalhita vem cheia de cor - haviam de ter visto a toalhita da máquina dos azuis... fiquei super surpresa: a toalhita saiu da máquina AZUl. Nos escuros sai cinzenta e nos claros sai... suja - sim porque a marca promete que nos brancos mais do que garantir que não há mistura de cores, agarra a sujidade que foi com as peças.

 

No domingo sim, arrisquei misturar estas 3 peças.

E olhem para o branco? Seguro!

cores_colorcatcher_oscontosdameninamulher

 

Aaah e cá está a prova que sou eu que arrumo e limpo:

utilizacao_colorcatcher_contosdameninamulher

 

Aqui entre nós, não é um produto barato, eu vou aproveitar ao máximo as amostras com que fiquei, depois de distribuir pelas amigas e familiares. Mas já estou de olho em aproveitar os vouchers com promoções nos hipermercados. Acho que garante toda a segurança nas lavagens daquelas peças de que gostamos mais.

Qua | 25.07.18

Cuidados Capilares | Pré-Poo

Dois dos posts mais pesquisados e que mais tráfego trazem ao blogue, nos últimos dois anos, estão relacionados com o Cronograma Capilar - CC, para os amigos:

E

 

O mundo dos cuidados capilares evoluiu muito nestes dois anos, e a verdade é que eu larguei o CC quando cortei 2/3 do meu cabelo, no final de 2016. Não me fazia sentido tanto produto em tão pouco cabelo.

Por outro lado percebi que os 2 maiores grupos que desenvolvem o tema, em Portugal, são altamente pressionados pelas marcas e isso nota-se: no início o "ai Jesus" era a Embelleze, depois a Bio Extratus, depois a Haskel, agora a Lola. E o poder de evanzelização e apontar de dedo - tão típico dos grupos de Facebook - chegou ao ponto de se diferenciarem pessoas que só querem cuidar do seu cabelo, porque não compram produtos novos TODOS os meses.

Para terem noção, eu, ao preferir produtos de supermercado e por preferir acabar produtos em vez de ter 5 máscaras, 2 condicionadores, 2 shampoos e 3 finalizantes abertos, sou "MAAAS... FAZES O CC, querida?" sou #ccdospobres; ou pior, por usar agora produtos que já não são "os da moda", sou #ccprodutosfracos* - percebem o que quero dizer com "pressão das marcas"? (isso e o tom de superioridade, completamente desnecessário...)

 

hashtags que já vi nos grupos de cuidados capilares, que sim, continuo a seguir para me manter a par dos novos produtos disponíveis em supermercados e parafarmácias, e as suas promoções.

 

A verdade é que deixei o CC vai para mais de um ano e meio, e como já partilhei convosco, só retomei um pouco mais os cuidados, agora que decidi que vou voltar a deixar crescer o meu "pelo-de-rato". Estou mais focada em produtos mais naturais e produtos específicos para o meu cabelo e em ouvir o que ele me está a pedir: por exemplo, a Linha "Resgate da Força" realmente ajudou e muito a densidade do meu cabelo, mas linhas de tratamento não devem ser usadas mais de 3 meses seguidos. Porque podem secar o cabelo.

Então, depois de tanto ter ouvido falar em "pré-poo" na página da Vera Hintze - claro que entretanto já me vieram falar em co-wash e muitas outras técnicas complementares ao CC, que apareceram nos últimos 2 anos, mas um passo de cada vez, minha gente, 'tá?! - resolvi experimentar. (Ah! E esta miúda é um doce, espreitem!)

Porquê?

Porque o meu cabelo começou a secar, algo que é natural depois da utilização intensiva de tratamentos, especialmente em cabelos que se habituam facilmente, como o meu. E porque começou a ter frizz, por mais que eu recorra ao truque de secar o cabelo com uma t-shirt velha de algodão. E porque agora que ele já está maior - já quase que bate nos ombros, ACREDITAM?! - o frizz nota-se prá xuxu!

 

O que é então o pré-poo, trocado por miúdos?

Pré Poo é uma técnica desenvolvida para proteger os fios do cabelo contra o ressecamento que o shampoo pode trazer [...]. Agentes externos como chuva, poluição, secador, chapinha e até as lavagens vão tirando os nutrientes do seu fio e o Pré Poo vai proteger o seu cabelo da raiz às pontas, na lavagem.

A técnica em si consiste em passar creme, óleo ou máscara no cabelo, para proteger os fios antes da lavagem.

Eu usei óleo de coco, que conheci graças ao CC, mas que agora também uso para cozinhar - não o mesmo frasco, gente!

Isto para começar. Entretanto falei com as meninas do grupo Cabelos Saudáveis* e questionei que outros óleos poderia usar, sendo que ouvi falar de azeite e amêndoas doces (ambos que tenho em casa, #pelintra) para nutrir e proteger o cabelo...

Como?

Eu segui as indicações do grupo e passei no cabelo seco, focando mais do meio até às pontas, 10 a 15 minutos antes do banho, e depois retirei na ordem "normal": shampoo, máscara, condicionador. (Eu, neste momento estou a utilizar a linha "A minha Praia" da Embelleze, exatamente porque é uma linha com foco na hidratação e eu quero é que o meu cabelo fique mais sedoso, depressinha!)

 

E posso dizer: resultou!

O meu cabelo nem é "louco" por óleo de coco (dei conta disso, quando SEGUIA o CC) e em pré-poo gostou: nada de frizz e muito mais suave durante 2 dias - e não, não o tornou mais oleoso.

 

Continuo a sentir as pontas meis nhé... mas isso é porque já as devia ter ido cortar quase há dois meses... shiuuuu!

 

* um grupo mais pequeno, menos famoso, menos evangelizador, mais focado nos produtos naturais e nos truques antigos e caseiros do que no wow das embalagens das marcas. E que respondem a todas as dúvidas sem ser com o "chavão": "Já fazes CC querida?"

Pág. 1/3