Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Os Contos da menina-Mulher

Quem conta um conto, acrescenta-lhe um ponto. Estes são os meus pontos sobre saúde, culinária e lifestyle. Aqui toda eu sou vírgulas, reticências e, no extremo, pontos de exclamação ou mesmo um ponto final!

Qua | 04.04.18

Para relaxar...

Ainda fico nervosa a pensar em hoje de manhã...

Entretanto, fui ao ginásio, "expulsar os demónios". O m-R está aqui a rosnar ao portal das finanças que não nos deixa entregar o IRS - já alguém conseguiu???

 

E resolvi vir passear para as lojas online.

 

Agora, alguém me explica estes preparos?

(Este é para levar para a praia ou para uma noite "romântica"?...)

 

O tempo bipolar - frio, chuva, vento...

Eu a sentir-me uma balofita graças à comidinha da mãe na Páscoa eeeee graças à TPM.

E estas fulanas aqui, todas belas - e o corpo da primeira??? Eu nem com 32 anos de ginásio, em cima dos meus 32 fico assim, minha gente!

Humpf*

 

(Alguém me refresque a arte do Photoshop... que eu também quero! )

Qua | 04.04.18

Que é isto, minha gente?

Comecei o dia com um drama no Metro.

A moça ao meu lado... simplesmente desmaiou, caiu redonda no chão.

Carruagem parada de emergência, a meio do túnel.

Pessoas em pânico, aos pontapés às portas. Pessoas a gritar. Pessoas a chorar descontroladamente.

Eu?

Claustrofóbica.

Mas sabe lá Deus como, consegui manter a calma. Tinha a rapariga, a que se sentiu mal, sentada à minha frente - eu de pé - a tremer, com dificuldades em respirar. Tentei acalma-la, ajudar com água, falei com ela.

(Agora percebo o pânico de quem me vê a ter crises epiléticas...)

 

Ainda estou a tremer, com a imagem da rapariga levada em braços, quando, ao fim de 20 minutos lá puderam abrir as portas.

 

Incrível como os medos, o pânico, o primário do ser humano vêm ao de cima.

Vi o bom e o mau das pessoas. Houve lá um Senor... nem vos digo, nem vos conto!...

Em 20 minutos looongos.

 

E, graças a Deus, só me atrasei 10 minutos a chegar ao escritorio. Mas estou aqui uma pilha - e tinha que vir desabafar.