Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Os Contos da menina-Mulher

Quem conta um conto, acrescenta-lhe um ponto... Aqui toda eu sou vírgulas, reticências e, no extremo, pontos de exclamação ou mesmo um ponto final. Parágrafo!

Dia da Mãe - Inspiração para que te quero!

Este ano estou aqui a matutar na ideia de oferecer uma carteira (mala, para os lisboetas ) à minha mãe, tendo em conta os seus jantares-dançantes com os amigos, duas vezes por mês, com o grupo de amigos...

Assim ela ficava com umas carteiras mais moderninhas e maneirinhas para fazer boa vista. Vi estas pela internet:

 

 

 

Sabem de alguma loja física, por cá, onde haja parecidas?

Relato de experiência - Realash

E cá estamos nós em abril!

E eu m-M Maria não falho ao prometido! 12 semanas passadas, este post relata a minha experiência com o serum de pestanas da Realash.

 

Como puderam ver aqui e aqui, na 1ª utilização e ao final do 1º mês, este serum prometeu E cumpriu!

Nesta 3ª fase, que terminei no início desta semana, e dado que eu sou uma realista-pessimista pensei: "aaah isto agora abranda"!

Mas tal NÃO aconteceu: as pestanas continuaram a ganhar definição, volume, curvatura e densidade. Como?

Mantendo a rotina noturna: limpar a pele (desmaquilhante + tónico + água micelar), hidratar a pele, colocar o serum, todas as noites, 15 minutos antes de dormir.

IMG_2040.JPG

E este é o resultado final:

Já viram a diferença entre a 1ª foto e estas últimas?

Estou verdadeiramente satisfeita com o serum Realash, com a clareza das instruções, com a facilidade de utilização e também (e isto é muito importante) com o atendimento da marca.

Dado que o período recomendado de utilização continuada é de 3 meses, por agora irei fazer uma pausa, mas sei que encontrei aqui o meu aliado para fortalecer as minhas pestanas.

 

E vocês? Estão prontas para experimentar?

Divulgação - Bio Extratus Linha Força (com Pimenta)

Se andam com atenção pela internet, já se cruzaram com a Bio Extratus Portugal.

A Bio Extratus é uma marca de origem brasileira, que vende Cosméticos (e produtos para o cabelo) Naturais. Um fator bastante importante é que esta marca não testa os seus produtos em animais

Contactei-os após ler boas críticas e clientes muito satisfeitas.

Ainda a "recuperar do desaire" que foi a parceria com a Embelleze Portugal, contactei a querida Kênia para pedir produtos, sim, mas para os fãs do Faicibuqui, para organizar um passatempo para eles. Pelas pesquisas de mercado sei que é uma marca com um valor médio que já não está ao alcance de todos, e quem segue a página de Faicibuqui aqui do blogue, sabe que a uso muito para mimar quem me segue e ajudar o péssuaú a ter acesso a bons produtos e sentir-se um pouco melhor.

 

Já com o passatempo (que correu muito bem) encerrado, fui eu a surpreendida, em retorno do passatempo, fui presenteada com a Linha Detox e alguns miminhos - que estou agora a testar (preparem-se que me maio conto tudinho de como o meu "pêlo de rato" cabelo se está a dar!).

 

Entretanto a Kênia, que tem estado no Brasil, a trabalhar com a "marca mãe", enviou-me, esta semana, material de divulgação sobre a nova Linha Força (com Pimenta), e mal bati os olhinhos nas características, suspirei.

20170411_152805.jpg

Porquê?

Porque a sua principal função é: Acelerar o crescimento saudável devolvendo brilho e vitalidade aos cabelos enfraquecidos. Ouvem o meu cabelo a bater palminhas?  A imaginar-se forte, brilhante e lindo?

 

Os principais diferenciadores desta linha Força com Pimenta são:

  • Pimenta: ação estimulante e nutritiva, atua no fortalecimento dos fios.
  • Microqueratina: capacidade de reparação e ação nutritiva. Ativa o brilho e a maciez dos cabelos danificados.
  • BIOXYL: Tecnologia exclusiva Bio Extratus. Aumenta a vascularização da derme, reduz os fios em queda e aumenta os que estão crescendo. Aumenta também a densidade e o comprimento médio dos fios.

Ou seja, esta nova linha não só promete fortalecer o cabelo, como aumentar o crescimento e reduz a queda!

É uma Aleluia de que o meu cabelo está a precisar.

 

Aqui entre nós, claro que vou terminar a linha Detox primeiro. Mas já estou a fazer as continhas e a olhar para o calendário, para planear a minha próxima à Tulsicosmetics e aproveitar as promoções para trazer "tudo isto" da Bio Extratus, pelo melhor preço!

É só a mim que me está a custar horrores?

Cada dia a menos na "contagem" para as férias, me custa mais estar focada no trabalho

Acho que é de ter o SPA e a piscina a chamar por mim. Acho que é de saber que vou para o Norte. Acho que é de ir passar 3 dias a um hotel daqueles assim "de trás da orelha", como nunca fui.

Isso e os meses de 2017 estarem a ser "a matar" e ainda andar a lidar com alterações e tentações a nível profissional...

(também não é a este nível... tenham calma, que nós AINDA não ganhamos o A€uriomilhões )

 

Digam-me que não é só a mim que custa horrores trabalhar, antes das férias...

Mas caraças! Um ano e um mês depois das últimas... já merecemos, não?

Ainda há quem se vista "para ir à Madrinha"?

Eu sei que sou Millennial e tal, mas a verdade é que os meus pais não são.

Não posso dizer que tenha uns pais modernos e cool. E isso resulta em, mesmo sendo todos de esquerda, os meus pais têm uns laivos de conservadorismo e respeito pelas "classes" que já não se enquadra com os hábitos de muito boa gente.

 

Eu apercebi-me (ainda mais) disso no Domingo, quando aproveitei a oferta da Romwe e, sendo Páscoa, "me vesti como se fosse visitar a Madrinha".

Alindei-me, pus os meus assessórios (já vos tinha mostrado o meu relógio da Watxandco., prendinha de Natal?), conjuguei os detalhes e aproveitei o facto deste vestido ser fininho (e semi-transparente ) e lá fui eu aproveitar o último dia do fim-de-semana prolongado.

IMG_0937.JPG

IMG_0939.JPG

(eu sei... estou a precisar de retocar o corte de cabelo já vou tratar disso na próxima semana )

 

Este vestido faz muito mais o meu género do que este. Também é um M, mas já me assenta bem por todo. Cuidado é que à frente é bem curtinho! A cor é muito mais escura do que no website, sendo que só ao sol é que tem laivos de azul, mas não diz o ditado que "com um vestidinho preto, eu nunca me comprometo"? O detalhe dos fechos é muito giro, faz toda a diferença neste vestido! E, já o estou a passar para colocar na mala para as férias (T-2 dias!!!!) - digamos que a mala das férias vai ser: vestidos + vestidos + vestidos + sapatilhaaaaas!

E já viram? O pessoal da Romwe é 'miguinho e está com esta peça a um ótimo preço!!! É aproveitar e resgata-lo para vir fazer parte dos vossos armários para a mudança de estação

 

Aaaah e já viram o profissionalismo do m-R? Conseguiu tirar fotos em que mal se notam as 15 picadelas nas pernas. Este moço está a virar pro!

 

Agora digam-me vocês, de vossa justiça?

Dos autifites da Páscoa, qual ganhou? Este ou o de hoje?

O mundo dos blogues

Adoro quando o mundo dos blogues anda em sintonia.

 

De há uma semana para cá, seja por cansaço, estar em baixo, pela perspetiva de férias ou pelo muito trabalho... o apetite para "estar" no blogue, mais do que "vir ao blogue" é pouca, muito pouca.

Ideias e parvoeiras para ir contando até tenho - e reviews para fazer: obriguem-me a fazer essas sff.!

Mas vontade estar, passar pelos blogues, comentar, dizer de minha justiça é pouca.

Tal como o foi há exatamente um ano atrás, por outros motivos.

 

E pensei que estava sozinha neste sentimento, mas vejo, por desabafos noutros blogues, que não é o caso.

Há uma onda de nhécas a afastar-nos daqui.

 

Será que é do sol? Dos feriados? Dos planos? Dos dias maiores?

Aqui entre nós, não sei.

Espero que seja mesmo só uma fase... e que a motivação e os testos disparados dos dedos voltem e em força!

 

(E em pesquisas apercebi-me que esta sensação pode decorrer do fast pace blogging e por isso, apareceu o movimento slow blogging, conhecem?)

Do enquadramento

À minha volta grassam frases positivas, pessoas agradecidas, pessoas que encontraram uma nova força, motivação e frases chavão.

Por muitas, "amigas, conhecidas", fico feliz, sorrio, por finalmente os ver bem.

 

Em mim, cresce insatisfação.

Eu, a eterna instisfeita, que tem/cria expectativas tão altas, que as coisas acontecem e a frase interna é: "afinal é isto?".

Dou por mim a entrar no cíclo da insatisfação: a ficar frustradinha, irritadinha e fartinha, cá dentro. Tudo em inha porque supostamente, não tenho motivos para mais.

E neste meu ciclo, começo a levar as coisas a peito, a ver maldade e apontar de dedo. E penso: "eu devia era acomodar-me e jogar o jogo", mas não consigo. E pimbas! Vai-de começar a atirar a "rede ao peixe", a ver se algo melhora, mesmo tendo ganho medo a mudanças.

 

New age e frases chavão parecem-me ocas, desconfio de quem vive por elas (por muito que goste de quem vive por elas).

Realmente sou como me leram, há muitos anos:

És quem quer sempre mais e não o tem, e vais ter que te habituar e aceitar isso.

 

Review - Sinto-te (Chiado Editora)

Comecei por vos apresentar este livro.

E, 5 dias depois, acabei de o ler. Já em trânsito para Estarreja, destino da última visita de trabalho.

 

A Ana leva-nos num "romance do quotidiano", num livro de detalhes, que nós liga às personagens e nos faz pensar: "Quantos dos meus dias não são semelhantes?"

As personagens rondam a minha idade (vinte e muitos, trinta e poucos) e a autora não se coíbe de tocar em assuntos que fazem parte da nossa sociedade: homossexualidade, violência, o "trabalhar para viver", os conflitos familiares.

Em 150 páginas, a autora, com uma escrita direta, qual diário, faz-nos sentir espetadores/amigos/vizinhos das personagens. Faz-nos sentir que as nossas lutas pessoais não passam despercebidas e podem mesmo resultar num livro.

"Sinto-te" é leve pelo seu tamanho e porque encerra a história com uma boa (e simples) história de amor. Mas toca porque não foge de assuntos com que nos cruzamos, todos os dias.

Pessoalmente, apenas pedia mais das passagens esotéricas (que foram o que me levou a escolher este livro) e mais um capítulo que me permitisse celebrar melhor as voltas positivas na vida das personagens.

 

Recomendo, especialmente para o período de férias que se avizinha.

Ora muito bom dia!

O Sol brilha. Às 9 da manhã já se sente o seu quentinho, nas costas.

E meia-Lisboa está de férias.

 

E como é que eu sei?

Porque o Metro vem com 1/3 das pessoas.

E mesmo as que lá vêm dentro (euzinha incluída), vêm com olhos sonhadores, olhos de quem conta os dias para as férias. (T-11 dias).

 

E com esta (e menos amassos e empurrões no Metro) vos desejo um ótimo dia!

 

P.S: Passem aqui, há passatempo de Páscoa.

Trago muito dos últimos dias...

A viagem de trabalho correu bem.

Os dias foram cheios, mas deslizaram, passaram-se bem. Na dinãmica habitual de quem se "enfia", 9 a 12 horas, por dia, num evento.

O sol voltou, o calor voltou e, juntos, resultaram em 4 dos mais bonitos fins de dia/entardeceres que já vi.

 

Muito trabalho, dias de 10 horas.

Um hotel tão bom que vamos lá regressar, em lazer, em breve (muito breve!). Pequenos-almoços que aproveitei ao máximo e que fizeram o lugar do almoço TODOS os dias.

Muitas pessoas, muitos sorrisos, muita voz colocada. E o saber que auxiliei o meu local de trabalho, ainda mais do que imaginava, que me dessenrasquei sempre e que o mal-estar "adormeceu" nestes dias - nada como fugir à rotina, né?

E mais uma blogger/fã que me foi conhecer.

 

Eeeeeee...

Muitas, MUITAS melgas e bicharocos voadores, que gostam de calor!

Poucas horas de sono, o corpo cansado e uma crise alérgica causada pelas picadas.

 

Trago muito, muito destes últimos dias, mas perdoem-me... o que me salta à memória são as 24, VINTE E QUATRO picadas de melgas... às quais fiz alergia!

Descobri que sou um doce de menina e que as melgas têm uma preferência louca pelo lado direito do meu corpo - terei sido atacada por melgas de centro-direita? As Passos Coelhos e Portas da melgada?!

Tanto que estou a trabalhar de casa, acompanhada de anti-histamínicos e pomadinha calmante...

 

Agora, desculpem-me... vou só ali cosar a minha perna