Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Os Contos da menina-Mulher

Quem conta um conto, acrescenta-lhe um ponto... Aqui toda eu sou vírgulas, reticências e, no extremo, pontos de exclamação ou mesmo um ponto final. Parágrafo!

Review | Óleo Reafirmante Cien (Summer Edition)

Durante as férias em Estarreja (voltem férias, estão perdoadas!), cruzei-me com o melhor Lidl que já vi!

Mau para a carteira, mas muito simpático para com os nossos gostos!

Ela foi uma escova elétrica nova, ela foi um cesto novo para a roupa... o m-R atirou-se a uma nova cerveja para experimentar e eu trouxe comigo o óleo reafirmante corporal da linha limitada de Verão 2017.

IMG_2205.JPG

(já viram que giro é o meu bikini? E assenta que é um mimo! Agora é tudo a rezar por bom tempo para daqui a duas semaninhas, que eu quero ir estrea-lo!)

 

É um óleo leve (não pesa na pele), que pode ser usado em pele seca ou húmida (eu recorro a esta 2ª opção, para hidratar a pele a fundo, deixo atuar e depois seco a pele com a toalha e acreditem, não engorduro a roupa). Tem um perfume muito fresco mas nada enjoativo ou que "agarra" à pele, a limão.

Já vou na 5ª utilização, e a pequena embalagem (150ml) vai agora a chegar a meio, ou seja, é mesmo uma boa edição limitada, pois o tamanho garante que a utilização é bem delimitada no tempo.

Noto a pele muito hidratada, mais suave e o perfume faz, sem dúvida lembrar os fins de dia de verão. Contudo, não posso dizer que note muitos resultados quanto à promessa de reafirmar a pele...

 

Pelo preço (€1.49), considero que também não se devem esperar milagres, ? Recomendo para quem tem pele seca e para quem não gosta de perfumes demasiado doces na pele - nesses pontos, este óleo é o "pré-verão" perfeito.

 

o bikini, ainda não foi "a banhos", mas estou a contar os dias - e sim, segura o penuzinho!

Receita - Arroz trapalhão, sem carne

Em casa dos meus pais sempre existiu um prato daqueles bem simples e bem confort food e que, chegada a Lisboa descobri que era um dos favoritos do m-R, mas com outro nome...

O bem Português e póbri: arroz trapalhão aka arroz de restos.

 

Para quem não conhece, é um arroz, bem malandrinho, que se deve fazer com restos de outras refeições ou com o que tivermos no frigorífico, como forma de não desperdiçar comida... mas, eu ando mesmo muito virada para vegetais, só me apetecem vegetais (dou por mim a suspirar por cogumelos, mais especificamente...) e vai daí, olhei para o frigorífico e resolvi atirar-me a gaveta dos vegetais!

 

Ingredientes

  • 1/2 cebola grande
  • 1 cubo de gengibre fresco, picado
  • 1 dente de alho picado
  • 1 colher de sopa de massa de pimentão
  • sal, pimenta, vinho branco e limão q.b (para tempero)
  • 1/2 alho-francês (a parte branca), em cubos
  • 1/4 pimento vermelho
  • 4 cogumelos frescos, brancos - médios
  • 1/2 frasco de leguminosas ou 100 g de ervilhas
  • 6 "pernadas" de vagens/feijão verde, em cubos
  • 1 caneca de arroz (carolino dá um arroz malandrinho mais solto)

 

Preparação

Faz-se um refogado dos legumes entrando primeiro o alho francês e o pimento, por largarem mais sabor, seguidos dos cogumelos que vão largar água suficiente para cozer os vegetais sem ser preciso adicionar mais líquido, seguido das vagens.

Para o arroz costumo medir 1 caneca de água, para 3 e meia de água, para ficar com bastante "molhinho" - e só nos últimos 5 minutos de cozedura é que acrescento as ervilhas, para que estas não "passem" e fiquem moles demais...

 

Esta foi uma experiência nova, mas que já me estou a ver a repetir. O resultado é um arroz rico, cheio de ingredientes, em que não sentimos falta nenhuma da carne - e, para mim, seguiu a tradição: não deixei os legumes estragarem!

Conhecem este prato?

E que vos parece esta versão?

Abril - Produtos acabados

Aaaah pois é... há já algum tempo que não escrevia um post destes... porquê? Porque não sou uma blogger féxon e não estou sempre a abrir produtos desnecessariamente

Abril foi um mês pautado pelas férias, que têm a sua necessaire específica, logo, poucos produtos viram o seu fim, e aos que aconteceu, são produtos do dia-a-dia...

IMG_2121.JPG

Máscara Intensa L'Oreal - Ora está é a máscara que vem com a coloração e, usando 1x por semana, durou-me as 7 semanas que demorei a voltar a pintar o cabelo. É espessa, é de reconstrução, tem um cheirinho suave e faz o seu trabalho: deixa o cabelo sedoso. Para pessoas com o cabelo fininho como eu, não recomendo usar mais do que 1x por semana, pois é um pouco pesada para o cabelo e deixa-o pingão demais.

Nota: 6/10

 

Shampoo Revitay Jaborandi - falei sobre o 1º mês de utilização dele aqui. No total durou 4 meses, no último mês senti o cabelo a criar habituação, mas a verdade é que auxiliou a controlar a queda e fez o cabelo crescer imeeeeeenso. Recomendo - e aqui está sempre a preços mais baixos - mas tenham cuidado com o vosso histórico de habituação capilar ou nem conseguirão acabar a embalagem...

Nota: 5.5/10

 

Exfoliante Nutri-effects Avon - comprei-o há uns 6/7 meses à Tânia e foi o meu exfoliante habitual todo este tempo. Segui as recomendações das grandes marcas de beleza e apostei numa exfoliação semanal e este menino fez o seu trabalho: a pele fica suave, macia e limpa. Com sensação de frescura, sem repuxar ou magoar. E o preço também é muito simpático (~€4). Agora encontro-me no mercado à procura de um substituto, apenas para não criar habituação na pele.

Nota: 8/10

 

Conhecem?

Usam ou já usam algum deles? Como foi a vossa experiência?

Objetos de desejo - crazy cat lady edition

Maio para mim é mês de aniversários daqueles do "coração".

É a nossa Pandora, é a A. e a T. (no mesmo dia!), todas cat lovers...

 

Mas, nas pesquisas de presentes para elas, dei por mim a sonhar para mim - eu não tenho remédio!

collage-2017-05-09.jpg

 

1 | 23 | 4

Se fosse para vocês? Qual escolhiam?

(Fosse eu rica... comprava todas as pecinhas e distribuia, feita mãe Natal-a! )

Novo conceito - Wonderlandbox

Quem segue o blogue desde o iníciozinho sabe que eu tenho um soft spot por boxes de beleza.

Boas marcas, muitas difíceis de encontrar em Portugal, a preços de amigo, em edições temáticas, passíveis de pagar e receber em casa, qual surpresinha dos deuses amiguinhos da carteira (#pelintras), para mim é daqueles pequenos luxos que me permito de vez em quando!

 

Em 2014 aderi a um serviço que entretanto perdeu o fulgor, e que só deixei por não cumprirem a regra de não repetir produtos.

Mas a verdade é que continuo a suspirar pelo conceito das beauty boxes. E qual não foi o meu espanto quando vi, no Instagram, este novo conceito português: a Wonderlandbox. Que celebra no próximo mês o seu 1º aniversário. Como se apresentam?

 

A verdadeira caixa de beleza feita à tua medida! Não queremos discriminar ninguém por isso o público masculino também tem um lugar neste mundo das caixas.

 

Ou seja, pela 1ª vez, vejo uma empresa portuguesa não só a tentar tornar a cosmética mais acessível, como a mostrar abertura de género. Já aí, ganham muitos pontos!

 

Depois basta olhar para os nºs para ficar interessada: num ano contam com quase 2500 fãs, trabalham com marcas como a Dolce & Gabanna, a Embelleze e a Skin doctors. Têm diferentes pacotes de subscrição mensal (eu estou de olho na mistério e na descoberta, que para mim a piada destes serviços está nas surpresas), têm edições especiais para as datas festivas eeee garantem entrega em 1 a 2 dias úteis em certos períodos.

Depois de passear pelo website, não só acho que as wonderboxes são um bom miminho pessoal, como dei por mim a pensar que podem ser o presente de grupo/vaquinha perfeito:

» aquelas situações em que nos juntamos a amigos para oferecer presentes, mas já estamos sem ideias - tipo aniversários, despedidas de solteiro, presentes a colegas de trabalho... e chegam em embalagens LINDAS!

 

E o que mais me deixa curiosa? O site tem uma zona de questionário pessoal super detalhada, para não cometer gaffes.

Já estou para aqui a olhar para o calendário a ver quem poderá vir a receber uma destas meninas...

 

Já conheciam?

Gostam deste conceito?

Receita - Mandioca no forno

Há umas boas semanas cruzei-me com um artigo ou uma receita na net, que proponha mandioca como acompanhamento de refeições, até porque tem alguns benefícios.

Não a farinha, "à brasileira" como a conhecemos, mas sim a raiz, cozinhada como familiar da batata.

A minha sorte de morar no meio das comunidades africanas e brasileiras da zona é ter mercearias locais muuuuuuuuuuito bem apetrechadas, com legumes e frutos (maioritariamente biológicos) daqueles que nos hipermercados custam os olhos da cara, porque são "exóticos"; mas a preços acessíveis.

E foi assim que encontrei mandioca fresca!

Escusado será dizer que arrisquei, até para ir variando da batata doce...

 

Esta semana comecei por arriscar, da forma mais fácil:

Mandioca temperada no forno.

Descasquei completamente, cortei em cubinhos, temperei de sal, pimenta, pimentão, azeite e limão e levei ao forno, num pirex, durante 40 minutos.

O resultado é bom, diferente, em termos de textura, mas muito bom!

Ao espetar o garfo, fica semelhante a batata mal cozinhada, ainda encruada, mas na verdade não o está! Fica bem suave, tem um toque meio ácido e adocicado (sem exageros!) e é bastante saciante e rico.

 

Confesso que estávamos borradinhos de medo desta experiência... mas correu bem e ganhamos mais uma opção para variar os acompanhamentos!

 

Ainda há quem se vista "para ir à Madrinha"?

Eu sei que sou Millennial e tal, mas a verdade é que os meus pais não são.

Não posso dizer que tenha uns pais modernos e cool. E isso resulta em, mesmo sendo todos de esquerda, os meus pais têm uns laivos de conservadorismo e respeito pelas "classes" que já não se enquadra com os hábitos de muito boa gente.

 

Eu apercebi-me (ainda mais) disso no Domingo, quando aproveitei a oferta da Romwe e, sendo Páscoa, "me vesti como se fosse visitar a Madrinha".

Alindei-me, pus os meus assessórios (já vos tinha mostrado o meu relógio da Watxandco., prendinha de Natal?), conjuguei os detalhes e aproveitei o facto deste vestido ser fininho (e semi-transparente ) e lá fui eu aproveitar o último dia do fim-de-semana prolongado.

IMG_0937.JPG

IMG_0939.JPG

(eu sei... estou a precisar de retocar o corte de cabelo já vou tratar disso na próxima semana )

 

Este vestido faz muito mais o meu género do que este. Também é um M, mas já me assenta bem por todo. Cuidado é que à frente é bem curtinho! A cor é muito mais escura do que no website, sendo que só ao sol é que tem laivos de azul, mas não diz o ditado que "com um vestidinho preto, eu nunca me comprometo"? O detalhe dos fechos é muito giro, faz toda a diferença neste vestido! E, já o estou a passar para colocar na mala para as férias (T-2 dias!!!!) - digamos que a mala das férias vai ser: vestidos + vestidos + vestidos + sapatilhaaaaas!

E já viram? O pessoal da Romwe é 'miguinho e está com esta peça a um ótimo preço!!! É aproveitar e resgata-lo para vir fazer parte dos vossos armários para a mudança de estação

 

Aaaah e já viram o profissionalismo do m-R? Conseguiu tirar fotos em que mal se notam as 15 picadelas nas pernas. Este moço está a virar pro!

 

Agora digam-me vocês, de vossa justiça?

Dos autifites da Páscoa, qual ganhou? Este ou o de hoje?

Novidades de Páscoa - powered by SheIn

Todos os anos dou a escolher ao meu afilhado: Páscoa juntos OU aniversário juntos?

O meu H. foi esperto que nem um rato: nasceu no dia anterior a um feriado. Por outro lado, não foi assim tão esperto: nasceu sempre coladinho à Páscoa.

Aos 6 anos confirmou (que eu, como Madrinha já suspeitava), não querer seguir os ensinamentos religiosos e eu assenti. Porque foram exatamente os meus padrinhos que me afastaram da religião com a sua beatice e o sentimento de obrigação por detrás da religião.

Assim sendo, este ano, como o faço, especialmente desde que me mudei para Lisboa, perguntei ao H.: Páscoa ou aniversário?

Do outro lado do telefone ouvi o esperado: Os meus anos, claro!

E desta feita, este ano a Páscoa foi passada na Terrinha, a celebrar os 82 anos da avó do m-R. Com muito gosto!

Levamo-la a passear a uma das suas cidades favoritas: Caldas da Rainha, que eu nem conhecia!

 

E acabei a dar graças por ter levado o meu novo vestido da SheIn a passear, pois o Jardim das Termas é lindo e o dia estava maravilhoso! Agora percebo porquê que uma "avó" como a do m-R, calminha e caseira, está sempre a falar da cidade com um brilhozinho nos olhos

 

Et voilá, o look de feriado. O vestido é um M, mas é um pouco largo, ou seja, para me servir nos ombros (tenho os ombros largos, cortesia de 13 anos de natação) ficou largo pelo resto do corpo, mas tem bolso (o que eu acho sempre fofo num vestido) e o detalhe das mangas é super fofinho! Reconhecimento ao m-R que ainda conseguiu apanhar a minha tattoo menos favorita a espreitar!

IMG_0925.JPG

 

IMG_0930.JPG

Recomendo este vestido exatamente para esta época, a mudança de estação, mas acredito que fique melhor a meninas com menos anca do que eu - sim, eu tenho espelhos em casa

 

E vocês? Que me dizem?

 

Receita - "Rancho" vegetariano

Ora, como já partilhei aqui no blogue, há uns bons anos, o m-R não é nada gourmet a comer.

In fact, "chocou-me", quando começamos a viver juntos, quando um dia me pediu para fazer "rancho", comida que eu associo aos sábados ao almoço, quando o meu pai chegava do trabalho.

Ou seja, o m-R adora estufados. Entretanto, habituou-se aos meus estufados, que em vez de tomate, têm uma colherinha de massa de pimentão, para dar cor e sabor, e fugir ao tomate, ao qual eu sou intolerante.

 

Na semana passada, pediu-me um estufado vegetariano, e eu, confesso, estava sem ideias. Não queria caril, nem açafrão. Maaaaas ando numa fase muito "alho francês + cogumelos + leguminosas = <3"

E plim! Toca de me lembrar de fazer rancho, mas sem carne. E, repente, sem saber, encontrei o nosso novo prato favorito - até porque aproveitei e repeti, com ingrediente diferentes, para dar a provar à Sogrinha durante o fim-de-semana prolongado.

 

Tudo o que precisam é:

  • meio alho francês (cortado em quartos)
  • 4 cogumelos frescos (laminados) OU 100 g de agriões frescos (cortados)
  • meio frasco de leguminosas (eu sou alérgica a leguminosas enlatadas, mas podem fazer com enlatados, claro!) - usei grão e feijão fradinho
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • 150 g de abobora em cubos OU 150 g de courgete em rodelas
  • 1 colher de sopa de massa de pimentão
  • 2 colheres de sopa de vinho branco
  • azeite OU manteiga, sal, pimenta, malagueta, pimentão doce (em pó) q.b
  • 4 punhados de uma massa à vossa escolha (eu escolhi cotovelos e espirais)
  • sumo de meio limão e 20 g amendoins picados

 

Refoguem em cru os legumes listados no azeite ou manteiga (a receita com manteiga fica mais cremosa), temperados, por 15 minutos em lume médio. acrescentem 150 ml de água quente, juntem a massa (esta quantidade dá para alimentar 4 a 5 pessoas), deixam cozinhar por mais 10 minutos.

No final, "para rematar" reguem com o sumo de meio limão e polvilhem com amendoins cortados.

Se a Sogrinha aprovou, podem confiar!

Fim-de-semana prolongado, eu vou-lhi usá!

Nada como ter um fim-de-semana prolongado, mesmo antes de termos metido férias. Nunca tinha feito isto e, no fundo, apercebo-me que é quase como fazer um estágio, à la jogador da bola.

 

Confesso (e isto não é nada meu hábito, mas os anti-histamínicos levam a melhor...), não desfiz a mala, desde que cheguei, há 3 dias. Simplesmente porque vai ser um caso de trocar as peças de roupa por ainda mais vestidos e calções e blusas e sair, porta fora , rumo a 3 dias numas férias em hotel 4*, como nunca tive (nada como, graças ao trabalho, encontrar uma super pechincha para ser ainda mais pelintra!).

 

E o Universo realmente junta-se para me presentear, numa tentativa de me levantar o espírito.

Chagaram estas duas encomendas (se não conseguirem perceber bem as fotos, cliquem para aumentar, o meu Iphosga-se está a dar as últimas e nota-se bem pela camara), que vão direitinhas comigo, passear - e sim, serei a rapariga das pernas "assassinadas" por picadas de melgas, mas oh Teresa, isso agora não interessa nada!

17637231_782119698607484_5419982083465682251_o.jpg

 (Saldos!!!)

17880256_785978491554938_7670868402134339636_o.jpg

 (Ofertasss!!!)